sexta-feira, 30 de maio de 2008

Modelo de Procuração Particular

A procuração poderá ser outorgada por instrumento público ou por instrumento particular.

Será pública quando for lavrada pelo tabelionato de notas, ou particular, quando redigida e assinada pelo próprio interessado (outorgante), não necessitando mais o reconhecimento de sua firma, exceto quando dela constar um, alguns ou todos os poderes especiais indicados no art. 38 do CPC.

ATENÇÃO. Existem procurações que só tem validade e eficácia se outorgadas por instrumento público, como, por exemplo, outorgada por incapazes, para compra e venda de imóvel, hipoteca, casamento, entre outros. A grande maioria das situações que envolvem a transferência de bens e direitos requer a utilização de procurações públicas.



Modelo de procuração elaborada por instrumento particular



Procuração


Pelo presente instrumento particular de procuração, FULANO DE TAL, brasileiro, casado, funcionário público, domiciliado em Brasília, Distrito Federal, residente no SHIN QI 04, Conjunto 27, casa 156, Lago Norte, CEP 70000-000, portador do CPF 123.123.123-45 e do RG 123 123 SSP/DF, nomeia e constitui como seu bastante procurador o Dr. Beltrano de Tal, brasileiro, casado, advogado, inscrito na OAB/DF sob o n.º 123456, a quem confere os poderes da cláusula ad judicia, podendo, dito procurdor, representar o outorgante em qualquer instância, foro ou tribunal, firmar compromisso, transigir, desistir, bem como praticar todos os atos necessários para o bom e fiel cumprimento do presente mandato, inclusive substabelecer, com ou sem reserva, especialmente para propor ação judicial contra Sicrano de Tal, perante o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios.

Local, data e assinatura do outorgante (cliente)
(não é necessário o reconhecimento de firma)

Um comentário:

Gabriela disse...

Boa tarde!
Preciso de uma ajuda para elaboraração de procuração para inventário.
Eu sou de Minas, mas moro no RJ. Minha mãe já é falecida e minha avó faleceu esses dias. Meus tios falaram que eu ficaria com a parte que cabe a minha mãe, mas para isso seria preciso dar entrada em inventário. Eles mandaram uma procuração dando plenos poderes para o advogado de um deles resolver tudo. Porém, não confio muito neles e fiquei desconfiada com esses "plenos poderes".
Gostaria de uma ajuda! Será que há alguma procuração para inventário que não dê plenos poderes???
Muito obrigada!